(CLIQUE NAS IMAGENS PARA VÊ-LAS EM TAMANHO REAL)

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Post Especial de Fim de Ano: Valeu a Pena?

O especial de fim de ano do blog é sempre sobre algum lugar top que visitamos, mas esse ano vou fazer algo diferente. Participo de uma lista de emails de brasileiros que trabalham com TI na Austrália (ou, em alguns casos, que ainda moram no Brasil mas estão correndo atrás do sonho) e, na metade de Julho, um dos participantes enviou o seguinte email ao grupo:

Galera, eu ainda estou no Brasil, mas gostaria de saber a opinião de quem já está na austrália. Valeu a pena todo investimento de tempo, dinheiro, mudanças na vida, mudanças na cultura e viver longe da família para realizar esse desafio de ir morar na austrália? Como vocês acham que suas vidas estariam se estivessem no Brasil?

É claro que todo mundo tinha algo a dizer, o que resultou em uma infinidade de respostas e acabou se tornando a thread de emails mais produtiva da história do grupo. Resolvi então fazer uma compilação das respostas mais interessantes, pertinentes e curiosas pra postar por aqui e o resultado acabou ficando interessantíssimo. Não fiz nenhuma análise ou conclusão, apenas uma compilação de respostas, mas garanto que vale a pena ler. Confiram!

(Obs: o admin da lista de emails me autorizou postar esse conteúdo sob a condição de que eu não divulgasse a lista e nem os nomes dos autores das respostas, portanto infelizmente não vou poder ajudar quem me escrever pedindo informações sobre ou querendo participar da lista de emails, fico devendo essa)


********************************************************************************************************

Pra mim valeu e ainda vale muito a pena. Foi o segundo melhor investimento da minha vida, depois de ter um diploma em IT.

********************************************************************************************************

Vivenciar essas mudanças na vida, cultura e passar por esse desafio é algo fantástico! Com certeza suas experiências trarão consequências para o resto de sua vida. Eu tenho uma opinião que se todos os brasileiros pudessem viver fora do Brasil, por menor tempo que seja, o Brasil poderia estar caminhando para uma direção melhor. Você vai expandir a sua mente, vai lidar melhor com diferenças, vai mudar conceitos, vai enxergar melhor!

********************************************************************************************************

Muito já foi dito mas realmente só vale a pena se você valer a pena. Desde que você venha de mente aperta e preparado pros desafios com certeza valera a pena. Você vivera experiências que não terá no Brasil. O que não pode, eu isso eu vi de perto com um amigo meu, e ir morar fora mas com a cabeça e o pensamento lá no Brasil. Fácil não e mas com o tempo e paciência as coisas vão se encaixando. (...) No meu caso valeu muito a pena, a melhor decisão que eu já tomei, porem com eu disse, eu fiz valer a pena. O Malcolm X uma vez disse “Sitting at the table doesn’t make you a diner...”...e bem por ai!

********************************************************************************************************

Tudo vai depender de como vc lida com os problemas e do quão é importante pra vc realizar esse sonho de morar fora. Estar longe de familia, amigos e sua cultura, tem seu preço..... e é alto. O período de adaptação é diferente pra cada um e tb depende das circunstâncias que cada um passa aqui. (...) Pra quem  morava no Rio e se cagava de medo de andar de carro, a pé, ônibus, etc... poder pegar busão e não se preocupar em perder seu iphone pra mim já valeu ter vindo! Fora todo o retorno que vc tem, como hospitais públicos, educação pública, ruas limpas e sem buracos, etc....

********************************************************************************************************

Acho a resposta pra sua pergunta depende de como vc encara a vida e o que vc valoriza e suas experiências. O que posso dizer é que nem tudo são flores. Existem vários obstáculos e como disse anteriormente dependendo de como vc encara as coisas eles serão mais fáceis ou difíceis de serem superados.

********************************************************************************************************


Pra mim ainda não valeu a pena mas tenho fé q ainda vou olhar pra trás e dizer q foi bom, por enquanto eh melhor nem pensar nisso pra não dar depressão já q gastei muito dinheiro e tempo pra estar aqui... (...) Qdo cheguei aqui achei q seria mais facil aprender ingles e logo estaria no mercado de trabalho, pura ilusao, meu ingles nao era suficiente pra trabalhar, o q eu achava q era... Resumindo...sei q o ingles influencia muito por eu nao ter achado q vale a pena passar por tudo o q passei, se eu tivesse o ingles realmente bom tudo seria diferente.

********************************************************************************************************

Resposta curta : Pra mim valeu a pena sim. (...) Trabalho num lugar bem maneiro, tenho a maldita experiência local, e uma rede de contatos que só cresce, moro num lugar fantástico que tem um parque em frente, onde sempre levamos nosso filho pra brincar, a minha vida é bem mais tranquila do que era no RJ. Posso sair de casa sem medo e parar o carro no sinal que ninguém vai meter um M-16 na minha cara. Sou soccer coach dos pirralhos do meu bairro, sempre consigo ir na escola pra pegar ou levar o meu filho. E o meu filho ??? Esse graças a Deus foi o que menos sofreu no processo, hoje o inglês do muleke é perfeito, como o meu nunca será, ele fala exatamente igual a um nativo, e os nativos não acreditam que ele chegou aki sem inglês. Ele está totalmente inserido na cultura, adora a escola que ele estuda, faz natação e futebol, já viajou mais internacionalmente do que eu.

********************************************************************************************************

Na minha opinião toda experiência é valida! seja ela ruim ou boa. Essa é minha segunda experiência internacional e o que aprendi foi em qualquer lugar do mundo existem coisas boas e coisas ruins mas como bons brasileiros nos damos muito mais atenção as coisas ruins (principalmente relacionadas ao nosso país). Só percebemos quantas coisa boas nos temos ai no Brasil quando vivemos fora.

********************************************************************************************************

Minha resposta é curta pois só cheguei aqui há 3 semanas, mas até agora valeu MUITO a pena... Cheguei aqui sozinho, sem família, e isso tem seu lado positivo e negativo:
- O positivo é que não há ninguém dependendo de mim e posso tomar a decisão que quiser, na hora em que achar melhor e ninguém além de mim será afetado, além do fato de não ter que me preocupar em como a outra pessoa está se sentindo, se não está gostando, enfim...
- O negativo é que tu não é de pedra e quando o calo aperta mais tu não tem ninguém mais próximo pra poder compartilhar e se sentir melhor. Ou seja, tem que aguentar a barra (pelo menos a inicial) sozinho. E o início tem seus momentos de deprê e de desânimo também.

********************************************************************************************************

Comecei o curso de Inglês e só sabia fazer este trajeto de ônibus. Tinha pavor de me perder e não tinha a menor condição de falar com ninguém pra pedir informação. MUITO TÍMIDA, coisa que não sou. Com o passar dos meses comecei a ficar muito mal, achava que estava aprendendo Inglês muito devagar, morria de saudade do meu trabalho e da MINHA FAMÍLIA, nossa chorava, chorava e chorava. Comecei então a falar com outros brasileiros nas comunidades que entrava no Facebook, foi então que conheci uma pessoa que virou uma grande amiga, que me indicou pra trabalhar dando aulas de Português na ABCD. Foi maravilhoso, me senti viva de novo profissionalmente e estou lá até hoje, já faz um ano que estou com eles e adoro. (...) Quando voltei este ano das férias no Brasil , voltei diferente, mais animada, segura e confiante. Terminei mês passado meu curso com louvor e muitos elogios dos meus profesores, pois meu inglês melhorou consideravelmente, e a minha longa experiência me permitiu brilhar nas apresentações, pois amo o que faço. Já consigo atender e conversar pelo telefone, coisa que antes me apavorava, já resolvo várias coisas sozinha, no banco, na RTA, enfim MY LIFE IS BACK rsrsrsrs, e semana que vem espero começar a trabalhar como casual em child care como professora assistente. Já entreguei meus papéis pra recruiter e ela gostou de mim. (...) UMA DICA , NÃO SE ISOLE , POIS O ISOLAMENTO TE CEGA , TRAZ SOLIDÃO E VC NÃO PERMITE QUE PESSOAS TE AJUDEM, SEJA HUMILDE E SE DEDIQUE AO MÁXIMO EM RELAÇÃO AOS SEUS OBJETIVOS, TRACE METAS E DEFINA PRAZOS COM UMA CERTA FLEXIBILIDADE :-)

********************************************************************************************************

Digamos que vc tem uma vida estável, tá relativamente bem empregado, mora bem, viaja de vez em qd, curte a vida e tudo o mais, aí vc separa 20 mil reais que estão guardados e investe em um novo negócio. Esse novo negócio não vai mudar em nada o que vc já tem: vc vai continuar trabalhando 8 horas por dia e exatamente na mesma coisa em que trabalha atualmente, vai continuar morando bem, viajando, curtindo a vida etc etc etc, mas em alguns meses vc vai recuperar esse capital inicial e a partir daí vc terá um considerável dinheiro extra entrando na sua conta todo mês. (...) É exatamente isso o que acontece com a maioria do pessoal de IT que tira o visto de residência e vem pra cá. Pra mim foi by far o investimento com maiores ganhos percentuais que fiz na vida. Aí vc soma todo o resto (aquela "lista infinita" da qual falei no começo do email) e fica ainda mais fácil concluir se valeu a pena ou não. :)

********************************************************************************************************

Repondendo a pergunta original se valeu a pena, esta valendo muito pra mim. Arrependimento tenho apenas um: de nao ter vindo mais cedo pra ca :) Pra fazer valer a pena depende muito de nos. Eh soh mudando mesmo pra saber se vale a pena ou nao.

********************************************************************************************************

A minha história é bem similar a da maioria. Caminho longo, com muita pedra no sapato, muita curtição no caminho e um sentimento de vitória no final.
Sempre foi claro que seria necessário resolver 3 problemas pra me sentir bem aqui:
1. Bancar as contas e ter uma sobra pra fazer o esforço valer a pena financeiramente.
2. Dar uma jeito da esposa se ocupar com algo que gostasse.
3. Fazer um esforço pra sair da zona de conforto e construir uma rede de amigos, mesmo que isto não fosse natural.
(...)
Emprego e dinheiro estão ai fora, só esperando pra quem quiser pegar. É muito fácil competir com os profissionais meia sola que tem por aqui.

********************************************************************************************************

E, pra encerrar, um "resumo" que um dos membros da lista fez ao fim da discussão:

Pra solteiro é mais fácil, mas vários casos comprovam que é possível até mesmo com família.
Pra quem tinha vida boa no Brasil ou mordomia, aqui pode ter second thoughts, dolar custa caro.
Pra quem é muito ligado a família e amigos no Brasil, sente mais o peso da distância.
Pra quem veio aprender e trabalhar com inglês de verdade percebeu que na realidade é mais difícil do que parece. Mas ficando no Brasil é praticamente impossível.
Pra quem tá disposto a correr atrás, o resultado sempre aparece, mas não quer dizer que seja fácil ou rápido.
Pra quem abraçou a vida aqui com tudo, não quer voltar nem fodendo... 


7 comentários:

Vinicius de Melo Rocha disse...

Olá Eduardo, qual grupo é esse? Estou fazendo o processo junto a Bravo e gostaria de me inscrever. Também sou de TI. Abraço!

Eduardo Slompo disse...

Fala Vinícius,

Cara, como comentei no post, o admin da lista me pediu pra não passar pra ninguém, então vou ficar te devendo essa.

Se estivesse a meu alcance, pode ter certeza que te ajudaria (assim como já ajudei com algumas dúvidas que vc me perguntou por email no fim de 2011), mas realmente não posso dar mancada com o admin da lista.

Qq coisa pode mandar email.

Abraço!

Vinicius de Melo Rocha disse...

Sem problema Eduardo. Obrigado! :)

Eduardo Slompo disse...

Blz, Vinicius, obrigado por entender. :)

Pedro Prado disse...

Fazendo um comentário bem NERD mas adequado a TI:

É um processo penoso como o backup (selecionar o que é importante), formatar ("desligar a vida no Brasil"), instalar o novo SO (nova língua, etc) e principalmente, aprender o novo SO para aproveitar (rede de amigos, nova forma de encarar objetivos da vida, voltar à estaca zero profissionalmente). E claro, restaurar o que der do backup!

Há os que acabam voltando pro SO anterior, mas nunca saberão o que o novo tinha a oferecer...

Eduardo Slompo disse...

hahahaha Excelente comparação!!! No geral todo mundo acaba preferindo o novo SO... :)

xumeiqing disse...

20160516 chenxin
designer handbags
adidas nmd runner
christian louboutin outlet
adidas nmd
cheap ugg boots
discount nike shoes
toms shoes
cheap jordans
valentino shoes
coach outlet
nike air max uk
michael kors bags
rolex submariner
coach outlet
jordan pas cher
michael kors outlet
vans shoes
nike air max
coach outlet
louis vuitton outlet online
adidas uk
hollister
nike air max sale
michael kors bags
yeezy boost 350 balck
instyler max
coach purses
lacoste outlet
christian louboutin
louis vuitton borse
coach outlet online
polo outlet
reebok shoes
toms outlet
omega watches
hermes uk
hermes belt