(CLIQUE NAS IMAGENS PARA VÊ-LAS EM TAMANHO REAL)

domingo, 13 de março de 2011

Primeiras Semanas em Sydney

Terça feira, dia 15/03, completaremos 3 semanas em Sydney. Em resumo, o que podemos dizer com absoluta certeza é que essas 3 semanas foram as mais intensas de nossas vidas e que a sensação de começar uma vida do zero é simplesmente fantástica.

Chegamos sem emprego, morando em um lugar temporário, sem documentos locais, sem conta em banco,  sem celular, apenas com meu visto de trabalho e o visto de estudante da Mi. Passadas três semanas de muita correria, eu estou (muito bem) empregado, a Mi já está fazendo o curso de inglês dela e procurando emprego, alugamos nosso apê, já temos conta em banco, celular, documentos locais e podemos dizer que a adaptação está sendo incrivelmente mais rápida do que imaginamos que seria.

As coisas foram mais ou menos assim nessas três semanas:

Chegamos dia 22/02, terça-feira, e fomos muito bem recebidos pelo casal de brasileiros que nos cedeu um quarto temporário, o Caio e a Tatiana. No aeroporto tinha um indiano segurando uma plaquinha escrito "Jose Slompo"... ahuahuahuahau... Foi o serviço de taxi que eu contratei ainda no Brasil prá poder levar nossas pequenas 6 malinhas prá casa. Me senti um puta executivo, com neguinho segurando plaquinha com meu nome!!! hauahuahuahuah...

Chegando em casa arrumamos nossas coisas, nos cadastramos pela Internet pro TFN (tipo o CFP daqui) e fizemos o planejamento pro dia seguinte, que ia ser bem cheio. E foi mesmo: fomos prá City, que é como eles chamam o centro de Sydney, prás minhas primeiras duas entrevistas. Tudo sempre de trem - aqui não tem metrô, só trem, que às vezes passa em área subterrâneas e "se torna" um metrô, depois volta a ser um trem normal nas áreas ao ar livre. Como já contei aqui, fechei com o primeiro entrevistador no mesmo dia. Em menos de 24 horas eu já tinha um emprego! Aproveitamos e demos um rolê pelo centro e o que vimos foi foda: cidade limpa, povo calmo, educado, sorridente e sempre disposto a ajudar, segurança, trânsito calmo, parques e mais parques, céu azul. Parece que estamos "vivendo no Show de Truman" - já tenho um post preparado sobre isso, logo sai do forno.

Como bons turistas, tiramos várias fotos: Opera House e Harbour Bridge ao fundo, cruzeiro Queen Mary II (um dos maiores do mundo) que estava ancorado aqui, Sydney Tower e também dos morcegos nas árvores de um parque! Muito louco esse bicho, nunca tinha visto e achava que fosse bem menor, mas é grande, uns 30 cm, e quando abre as asas chega em um metro mais ou menos (dá prá ver pelas fotos abaixo).

Opera House e Harbour Bridge

Queen Mary II

Sydney Tower

Morcegos no alto da árvore (sem zoom)

Aproximando um pouco...

Bem de perto agora...

Tem um ali que tá abrindo a asa...

Abriu!



Como muita gente diz, a Austrália realmente é o Brasil que deu certo. O povo daqui é muito parecido com o brasileiro, o clima também, e muitas outras coisas são bem similares. Mas aqui não tem aquele vírus desgraçado chamado CORRUPÇÃO, que é o que faz toda a diferença. Triste saber que o nosso Brasil poderia ser como é a Austrália e só não o é por causa de gente como Collor, Sarney, Genoíno, José Dirceu (vixi, melhor parar senão vai faltar espaço nos servidores do Google prá lista de políticos corruptos brazucas).

Voltando às nossas atividades... Dia seguinte, quinta-feira, fomos na City de novo prá Mi conhecer a escola de inglês, confirmar se tava tudo certo, aprender o caminho etc etc etc. Tudo feito lá, fomos no HSBC Premier à tarde prá estender minha conta do Brasil prá cá. Apesar de já ser nosso segundo dia aqui, o jetlag ainda tava tão foda que a gerente me disse que parecia que eu ia dormir a qualquer momento... hauhauhauahuahuahu... Durou meia hora e eu já saí com meu cartão NA HORA. Paguei um pau... hehehe... cada vez eu sou mais fã do HSBC Premier.

Na volta compramos nossos chips de celular e a coisa começou a ficar melhor... sem celular tava foda. Dia seguinte, sexta-feira, fomos fazer o cadastro no Medicare (o "SUS daqui", mas com uma diferença: esse funciona de verdade) e passamos perto de uma escola, vimos uma criançada no intervalo. O uniforme deles é zoado demais! hauhauahuahuahua... Não vou nem comentar, as fotos falam por si:



Depois passamos no mercado comprar umas coisas, achamos muita coisa que tem no Brasil: Palmolive, Kellogs, Gillete, Nestlé, Dove, Nutella... e também um tal de "Ovaltine". Não é Ovomaltine, é OVALTINE. Vai saber... decidimos não arriscar.



Sábado saimos dar um rolê prá conhecer o bairro. É impressionante o tanto de coisas que o pessoal joga em frente de casa prá ir pro lixo. Tem de tudo: camas, colchões, racks, escrivaninhas, malas, talheres e até eletrônicos. Achamos CINCO televisões no total. Não são quebradas não, é que aqui eles fazem isso mesmo. Comprou uma nova, joga a velha em frente de casa.



Segunda comecei no meu trampo e também começamos a busca pelo nosso canto. Sem emprego é praticamente impossível alugar qualquer coisa, já que eles exigem um milhão de comprovações de renda. Visitamos um lugar furreca na quarta que nos desanimou, mas na quinta visitamos o apê onde estamos e já fizemos nossa aplicação. Sabia que aqui era perfeito prá gente. Grande, limpo, pintura nova, do ladinho do centro, lugar seguro. Melhor impossível.

Na sexta recebi a confirmação de que tínhamos "vencido" a aplicação e que poderíamos mudar o quanto antes. Já entrei no site da TPG (melhor custo-benefício prá Internet em casa) e solicitei Internet pro apê antes mesmo de mudarmos. Sabadão compramos um colchão, que era o mínimo para podermos mudar, e contratamos uma van grande prá levar nossas malas e o colchão. Olha que beleza a sala depois de descarregarmos nossas malas:



Um parênteses prá falar sobre aplicações prá moradia: aqui é o oposto do Brasil, onde tem mais casa prá alugar do que gente procurando. Aqui o agente imobiliário marca um horário de inspeção (15 minutos, nem mais nem menos), você chega e tá cheio de gente esperando prá fazer a inspeção também. Quem gosta do lugar deixa um milhão de documentos e o telefone. Aí eles vão ligar pro seu patrão prá ver se você ganha mesmo o que está escrito nos documentos e depois vão decidir quem "ganhou" o lugar. Chegar no lugar e ver aquele monte de gente esperando é desanimador, mas como bom brasileiro que sou fiz amizade rápido com a agente imobiliária e ela foi com a nossa cara (dica de ouro essa prá quem for fazer esse processo). Durante a inspeção ela até deu umas dicas prá vencermos e deu prá ver que a gente ia ganhar a aplicação.

Voltando à mudança: no apê só tinha um guarda-roupas embutido enorme, uma secadora de roupas e o fogão. O resto fomos comprando aos poucos durante a semana, e hoje já estamos com a casa praticamente pronta: cama, mesa de computador, geladeira, mesa de jantar, máquina de lavar roupas, microondas, ferro e tábua de passar roupas, talheres... enfim, finalmente temos uma casa montada, e está demais. Só falta agora montar a sala: sofá, TV, rack etc. O modem da TPG chegou esses dias, acho que logo já teremos nossa Internet e nosso telefone fixo.

Prá finalizar a semana e comemorar tudo de bom que está acontecendo com a gente, fomos sexta a uma churrascaria brasileira que fica a duas quadras de casa. Tô vendo que já posso fazer cartão VIP lá, porque é do caralho. Gastamos 100 dólares, mas valeu cada centavo:


8 comentários:

felipe (mestre) disse...

parece q vcs tao com sorte, hein, du? resolveu td meio rapido e tal...

mas, po... vai até a australia pra comer churrasco?

vai no outback, po! rs

tinha carne de canguru no churrasco?

abs e boa sorte ai

Eduardo Slompo disse...

Pois é, Fê... Tudo é possível, é só correr atrás!

Cara, precisamos ir mesmo no Outback prá ver se é diferente daí, estamos curiosos. Mas o rodizião tava fera viu...

Carne de canguru ainda não comemos, mas vou experimentar certeza, assim que der... só faltava vir prá cá e nem experimentar né? hehehe

Valeu pelo comentário Real... ahuhauahuhauahu

Abração!

Cibele disse...

Oi Slompo, adorei o relato, té melhor que livro! Parabéns pelas conquistas. Aproveite!

Eduardo Slompo disse...

Oi Cibele! Melhor que livro? Caramba... quem sabe não acaba virando um livro no futuro? hahahauhauhau

Falando sério: aqui tem muitas oportunidades prá gente que é de TI, é muito bom mesmo.

Valeu pela força!!!

Bjs

Danilo Silva disse...

Fala Eduardo!
Muito animador esse post. Quanto mais leio seu blog, mais tenho vontade de arrumar tudo logo e ir pra Austrália!

Abraços!

Eduardo Slompo disse...

Vixi, esse post é das antigas! hehehe...

Legal saber que tá servindo como motivação. Manda bala, vai valer a pena! :)

Aline M. disse...

Cara, que blog legal! Cheguei hoje por aqui e já li uns 20 posts pelo menos hahahaha


Parabéns pelo blog!

Estou começando a pesquisar sobre o processo de imigração e seu blog já deu várias direções e ideias! Obrigada ! <3

Eduardo Slompo disse...

Legal que curtiu, Aline, fico feliz em saber que o blog tá sendo útil! :)